Laboratória está com as inscrições abertas para o bootcamp de programação focado em mulheres

Cerca de 350 alunas se formaram nos últimos cinco anos e mais de 90% foram contratadas por grandes empresas e startups no Brasil

Aluna da Laboratória programando durante o bootcamp

De acordo com um estudo do PNUD, 80% das mulheres estão empregadas em setores de baixa qualificação ou informais devido a enraizados estereótipos de gênero e barreiras socioeconômicas. A fim de reverter esse cenário, a Laboratória, organização que possui um bootcamp de programação específico para mulheres e com foco em empregabilidade, anuncia que as inscrições para a 9ª edição do curso estão abertas. O treinamento exclusivo para quem se identifica como mulher permite o desenvolvimento de habilidades técnicas e socioemocionais ao longo de seis meses. 

 A Laboratória acredita no impacto de um modelo de aprendizagem que motiva e empodera, ensinando mulheres que não tem nenhum conhecimento na área da tecnologia. “A nossa metodologia é inovadora e eficaz. A experiência das alunas vai além do bootcamp, pois os valores de autoaprendizagem, colaboração, autoconfiança e sororidade são vividos diariamente”, diz Regina Acher, cofundadora da Laboratória no Brasil. 

Veja também:
9 sites para encontrar trabalho remoto na área de tecnologia
7 sites para melhorar sua habilidade em programação
Dica: Como iniciar na área de programação

O talento tecnológico júnior é fundamental para preparar o capital humano para a era digital. Nos últimos cinco anos, cerca de 350 mulheres se formaram na Laboratória e mais de 90% das alunas no Brasil foram contratadas na área de programação. As alunas não pagam nada durante o curso e o pagamento é efetuado apenas se elas ingressam no mercado tech após finalizarem o bootcamp. 

A organização tem uma comunidade muito poderosa, pois 2.700 mulheres já passaram pelo bootcamp no Brasil, Colômbia, Chile, México e Peru e mais de 1.000 empresas e startups já contrataram o talento da Laboratória em todo o mundo. 

Critérios de seleção

  • Apresentar-se e identificar-se como mulher.
  • Ter no mínimo 18 anos ou 18 anos completos ao final do bootcamp. Não há idade máxima.
  • Ter cursado o Ensino Médio em escola pública ou em escola privada com bolsa integral.
  • Não estar cursando uma universidade durante o bootcamp, já que a formação requer dedicação integral.
  • Ter disponibilidade para frequentar as aulas 5 horas por dia (das 13h às 18h), 5 vezes por semana, durante 6 meses. As aulas são remotas.
  • Viver em território nacional.
  • As inscrições e a etapa online do processo seletivo vão até o dia 06/11/22 e, para se inscrever, basta acessar o site https://selecao.laboratoria.la/

Sobre a Laboratória

A Laboratória capacita as mulheres para terem um futuro melhor e para desenvolverem uma carreira transformadora em tecnologia. Para cumprir nossa missão, oferecemos um bootcamp em que desenvolvemos habilidades técnicas e socioemocionais para que essas mulheres comecem uma carreira na área tech. Conectamos as graduadas com oportunidades de emprego de qualidade no setor e temos uma comunidade vibrante de graduadas que se apoiam mutuamente no crescimento de cada uma para que se tornem futuras líderes na América Latina. Mais de 2.700 mulheres já passaram pelo bootcamp da Laboratória no Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru e cerca de 85% conseguem um emprego na área tech após o bootcamp. 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram
Luan Morais

Luan Morais

Analista de Suporte e Infraestrutura | Criador da página TI da Depressão | Fundador Hub da TI. Quer conversar sobre tecnologia? Manda um e-mail para: E-mail para: contato@techdicas.net.br
Luan Morais

Luan Morais

Analista de Suporte e Infraestrutura | Criador da página TI da Depressão | Fundador Hub da TI. Quer conversar sobre tecnologia? Manda um e-mail para: E-mail para: contato@techdicas.net.br