Dica: Como iniciar na área de programação

Como iniciar na área de programação
Imagem: reprodução Pexels

Listamos algumas dicas que acreditamos ser essenciais para iniciar na área de programação. Lembrando que não é uma receita que tem que seguir à risca, mas sim alguns passos que podem te ajudar a iniciar na área de desenvolvimento.

1 – Lógica

Antes de aprender uma determinada linguagem, o mais importante é aprender lógica de programação. É o modo como se inscreve um programa de computador, um algoritmo, que é uma sequência de passos para executar uma determinada função. Ela é essencial para pessoas que desejam trabalhar com programação, pois agiliza o processo de resolução de problemas por meio da criação de sequências lógicas mais objetivas, além de estimular a criatividade.

Fiz um post falando sobre a plataforma Digital Innovation que têm vários cursos gratuitos para área de programação e pode te ajudar nesse início. Além disso, a plataforma conta com várias empresas que estão recrutando profissionais para essa área.

2 – Estude

Será necessário que você passe boa parte do seu tempo estudando. Para se tornar um bom programador (a), requer muito estudo e tempo. Será preciso ler, pesquisar, investigar, e se atualizar constantemente. Acredito que não tenho como recomendar um tempo exato de estudo por dia, pois, cada um tem seu tempo de aprendizado. O que posso recomendar é uma estratégia de estudos para ter o melhor desempenho possível. Uma técnica interessante é a Pomodoro. Ela tem o objetivo de aumentar sua produtividade nos estudos. A técnica se baseia na ideia de que dividindo o nosso fluxo de trabalho em blocos de concentração intensa, conseguimos melhorar a agilidade do cérebro e estimular nosso foco.

1º Você deve fazer uma lista do que pretende estudar durante aquele período.

2º Depois, basta dividir seu tempo em períodos de 25 minutos ou de acordo com o tempo que você acredita ser apropriado para estudar ininterruptamente nesse período.

3º A cada ciclo concluído você faz uma pausa de no máximo 15 minutos para descansar. Esses intervalos entres os pomodoros são fundamentais para oxigenar seu cérebro e aumentar sua agilidade mental.

3 – Pratique

Aprender programar não é fácil e não se aprende do dia para o outro. Para aprender a programar você precisará praticar muito. Já foi comprovado que a melhor forma para aprender é praticando, então, para cada assunto aprendido, faça uma bateria grande de exercícios. Comece resolvendo problemas simples, e utilizando a lógica tente achar várias soluções para os mesmos problemas. E com um tempo de prática, você vai conseguir resolver os problemas de uma forma mais rápida e eficaz.

Deixo aqui também um link de outra plataforma que pode te ajudar a praticar. O Real Dev é uma plataforma criada por desenvolvedores, para desenvolvedores. Você aprende solucionado problemas da vida real, e também pode se candidatar para vagas disponíveis no site.

Veja também:
As diferenças entre os cursos superiores de TI
10 Sites para melhorar sua habilidade de programação
Scratch: Ferramenta que ensina crianças como programar

4 – Aprenda

Existem muitos códigos disponíveis na internet, para todos os tipos de linguagens. Use-os para aprender a programar. Você pode examinar os códigos de outras pessoas e começar a aprender com eles. Mesmo sobre um olhar superficial, você poderá entender o funcionamento de cada parte do código, podendo fazer alterações e observar o que foi mudado com sua alteração. E com isso já poderá a criar os seus próprios códigos.

Sugestão de sites para encontrar códigos prontos: GitHub, StackOverFlow, SourceForge.

5 – Linguagem

Não há uma linguagem melhor ou pior para aprender a programar. Você terá que escolher uma linguagem que mais se adapta, por isso é importante pesquisar sobre os tipos de linguagem , verifique, por exemplo, qual o paradigma de programação que mais lhe agrada, como está a comunidade e as aplicações de tal linguagem.

Também não podemos nos prender a um tipo de linguagem, algumas linguagens se saem melhor em determinados tratamentos de problemas do que outras, então foque em resolver problemas e saiba identificar qual a linguagem mais apropriada. Muitas faculdades tentam impor um estereótipo sobre as linguagens que devemos aprender, e isso na verdade deveria ser uma escolha de cada um. Então escolha uma linguagem que atenda às suas necessidades.

Você ainda tem dúvidas sobre as diferenças dos cursos de TI?
Fiz um post falando sobre as diferenças dos cursos superiores de tecnologia:
As Diferenças Entre Os Cursos Superiores De TI

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram
Luan Morais

Luan Morais

Analista de Suporte e Infraestrutura | Criador da página TI da Depressão | Fundador Hub da TI. Quer conversar sobre tecnologia? Manda um e-mail para: E-mail para: contato@techdicas.net.br
Luan Morais

Luan Morais

Analista de Suporte e Infraestrutura | Criador da página TI da Depressão | Fundador Hub da TI. Quer conversar sobre tecnologia? Manda um e-mail para: E-mail para: contato@techdicas.net.br
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram