Curso de desenvolvimento web: como saber se o mundo da programação é para mim?

A edtech Laboratória busca, de forma ativa, diminuir a
disparidade de gênero no setor tecnológico, por meio de um curso intensivo de programação de 6 meses e exclusivo para mulheres

A Laboratória já formou mais de 3.200 mulheres em 6 países da América Latina

Nos últimos anos, ficou evidente a relevância da indústria digital na criação de oportunidades de emprego e sua importância no desenvolvimento de novas formas de trabalho. Apesar disso, é possível observar a manutenção de padrões que favorecem determinados perfis e, mesmo com dados que comprovem os benefícios de ter equipes diversas, mulheres e outros grupos minoritários ainda são deixados de lado na hora da contratação.

Entendendo esse cenário, a edtech Laboratória busca, de forma ativa, diminuir a

disparidade de gênero no setor tecnológico, por meio de um curso intensivo de programação de 6 meses e exclusivo para mulheres. As inscrições para a 11ª edição do bootcamp estão abertas, vão até o dia 04/06 e as mulheres interessadas podem acessar o site selecao.laboratoria.la para obter mais informações. Após o programa, a organização acompanha suas alunas na busca de empregos de qualidade em desenvolvimento de software.

Mas, como saber se o mundo da programação é para você? O mercado de tecnologia demanda pessoas que tenham interesse por uma aprendizagem contínua, sejam autônomas e tenham capacidade de se adaptar, em um ambiente cada vez mais flexível. Segundo um estudo do Stanford Research Institute International com a Carnegie Mellon Foundation, as empresas já estão se dando conta de que 75% do sucesso profissional se deve ao domínio das habilidades socioemocionais, enquanto somente 25% é determinado pelas habilidades técnicas.

Com uma taxa de 85% de empregabilidade desde 2020, a Laboratória entende as necessidades do setor e prepara suas alunas com práticas baseadas na mentalidade de crescimento e acredita que é possível transformar a educação com um aprendizado que motiva, capacita e transforma pessoas. Por meio da metodologia ágil, a organização consegue preparar mulheres sem formação prévia em tecnologia, em pouco tempo, para qualquer cenário em sua carreira.

Mais de 3.200 mulheres já passaram pelo bootcamp no Brasil, Colômbia, Chile, Equador, México e Peru, e estão trilhando um caminho promissor e inspirando outras mulheres que sonham em construir uma carreira. Hoje, após 9 anos, a Laboratória é uma fonte de talento para mais de 1.100 empresas.

A diversidade é essencial para resolver os desafios mais complexos do mundo atual e, justamente por isso, queremos criar oportunidades para mulheres fazerem parte  deste momento tão importante. Nossas graduadas começam suas carreiras preparadas para enfrentar ambientes de incerteza e, rapidamente, se tornam peças indispensáveis na transformação de suas equipes.” diz Juliana Facciola, Diretora de Marketing LATAM.

As interessadas no curso não precisam ter experiência em tecnologia, mas devem atender os seguintes requisitos:

  • Apresentar-se e identificar-se como mulher.
  • Ter no mínimo 18 anos ou 18 anos completos ao final do bootcamp. Não há idade máxima.
  • Não estar cursando uma universidade presencial durante o bootcamp, já que a formação requer dedicação integral.
  • Ter disponibilidade para frequentar as aulas 5 horas por dia, 5 vezes por semana, durante 6 meses. As aulas são remotas.
  • Viver em território nacional.
  • As alunas só pagam se conseguirem um emprego após a conclusão do bootcamp.

Sobre a Laboratória

Na Laboratória trabalhamos para construir uma economia digital mais diversa, inclusiva e competitiva que crie oportunidades para que todas as mulheres possam desenvolver seu potencial. Para cumprir nossa missão, oferecemos um bootcamp em que proporcionamos o desenvolvimento de habilidades técnicas e socioemocionais para que essas mulheres comecem uma carreira na área tech. Conectamos as graduadas a oportunidades de emprego de qualidade no setor e temos uma comunidade vibrante de graduadas que se apoiam mutuamente no crescimento de cada uma para que se tornem futuras líderes na América Latina.  Mais de 3.200 mulheres já passaram pelo bootcamp da Laboratória no Brasil, Chile, Colômbia, Equador, México e Peru, e 87% delas, desde 2020, conseguiram um emprego na área tech após o bootcamp . Somos uma fonte de talentos para mais de 1.100 empresas, promovendo a diversidade nas organizações e garantindo uma  cultura de trabalho mais diversa e inclusiva.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram
Luan Morais

Luan Morais

Analista de Suporte e Infraestrutura | Criador da página TI da Depressão | Fundador Hub da TI. Quer conversar sobre tecnologia? Manda um e-mail para: E-mail para: contato@techdicas.net.br
Luan Morais

Luan Morais

Analista de Suporte e Infraestrutura | Criador da página TI da Depressão | Fundador Hub da TI. Quer conversar sobre tecnologia? Manda um e-mail para: E-mail para: contato@techdicas.net.br