Coronavírus Virtual: Como se Proteger da Nova Ameaça Cibernética

Este artigo foi criado pela equipe Bitdefender para uso exclusivo do blog Tech dicas

Computador com vírus
Imagem: Unsplash (Michael Geiger)

O surto de coronavírus além de ter infectado diversas pessoas ao redor do mundo, fez com que crescessem as ameaças virtuais. O vírus também está sendo utilizado por cibercriminosos para disseminar malwares.

A alta busca pelo termo na internet fez com que aumentassem os golpes virtuais. Os ataques estão sendo realizados principalmente pelo e-mail dos usuários, utilizando malwares da família Emotet.

Para que você não caia nesse golpe, preparamos informações indispensáveis que irão auxiliar na sua proteção virtual. Acompanhe!

Como Agem os Cibercriminosos

Tudo começou quando o mundo conheceu a perigosa ameaça do coronavírus, uma infecção respiratória que se originou na cidade de Wuhan, na China. Apesar dos primeiros casos da doença terem sido registrados em dezembro de 2019, a ameaça só ganhou repercussão no início de 2020.

Depois dos casos confirmados, e da Organização Mundial da Saúde emitir um alerta global de emergência sobre os perigos e o alto risco de contaminação da doença, os cibercriminosos começaram a se utilizar dessa popularidade do vírus para disseminar ameaças na web.

Os primeiros casos identificados de malware envolvendo o coronavírus ocorreram no Japão. A estratégia utilizada pelos criminosos foi disseminar e-mails com informações sobre a doença, afirmando ser um órgão do governo.

Aparentemente parecia inofensivo, mas quando o usuário baixava o arquivo com o vírus, o Emotet era instalado no computador e roubava senhas, dados bancários e outras informações pessoais. A princípio, o golpe foi detectado em algumas cidades do Japão, mas a questão geográfica não impede que ele se espalhe para outras regiões, isso porque há outros casos suspeitos em todo o mundo.

Existem algumas recorrências sobre a forma dos criminosos agirem: as mensagens encaminhadas aos usuários sempre oferecem informações sobre a doença e formas de se proteger, no entanto, tudo é apenas uma isca para enganar pessoas desatentas.

Dicas para se Proteger do Golpe

Mulheres olhando para computador
Imagem: Pexels (mentatdgt)

Para se proteger desta e de outras ameaças alguns cuidados são fundamentais. Entre eles estão:

  • Use antivírus: invista no melhor antivírus para se manter protegido de qualquer ameaça. Um bom sistema de proteção te ajuda em todos os momentos e deixa o computador livre da ação de cibercriminosos.
  •  Não clique em links suspeitos: cuidado com os links inofensivos, muitas vezes, como no caso do coronavírus, os criminosos se utilizam de informações bastante requisitadas para enviar arquivos infectados no e-mail e em outras redes.
  •  Atualize seu software com frequência: com a atualização do seu sistema, você elimina as falhas na segurança e evita a infecção por malwares e outros vírus.
  • Não instale programas suspeitos: pesquise muito antes de baixar qualquer software no seu computador, pois um simples plug-in pode conter várias ameaças. Certifique-se por meio da avaliação de outros usuários e de especialistas que aquele não é um programa malicioso.

Você já conhecia essa tática utilizada nos crimes virtuais? Compartilhe nos comentários!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram
Luan Morais

Luan Morais

Analista de Suporte e Infraestrutura | Criador da página TI da Depressão | Fundador Hub da TI. Quer conversar sobre tecnologia? Manda um e-mail para: E-mail para: contato@techdicas.net.br
Luan Morais

Luan Morais

Analista de Suporte e Infraestrutura | Criador da página TI da Depressão | Fundador Hub da TI. Quer conversar sobre tecnologia? Manda um e-mail para: E-mail para: contato@techdicas.net.br